Vanderlei, goleiro do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Vanderlei diz que ficou chateado após procura do Santos por goleiro

Vanderlei admitiu seu descontentamento após descobrir que o Santos está atrás de outro goleiro no mercado. O goleiro, após ser um dos destaques do time no empate em 1 a 1 diante do Corinthians, afirmou que a maneira de o Peixe conduzir o caso não foi a mais correta. Na última semana, o presidente José Carlos Peres disse que ia chamar o camisa 1 para um almoço para explicar a situação.

O Santos não desistiu de Éverson, do Ceará, e já fez mais de uma proposta nas últimas semanas – o time cearense quer R$ 3 milhões à vista e R$ 3 milhões parcelados pelo goleiro de 28 anos. Martín Campanã, do Independiente-ARG, não deve mais chegar à Vila Belmiro.

“O Santos é um grande time. Se quiser contratar goleiro, é normal. Só fico meio chateado pela maneira como foi conduzido. Acho que não foi conduzido da maneira mais correta. Mas tenho que trabalhar. A gente é funcionário do Santos e tem que tentar fazer o melhor. Independentemente do que aconteça, tem que trabalhar e fazer o melhor com a camisa do Santos”, disse Vanderlei na Arena Corinthians.

Em entrevista após a partida, José Carlos Peres confirmou que Jorge Sampaoli pediu um novo goleiro para a diretoria, uma vez que gosta de jogadores que saibam sair com os pés.

“O Vanderlei é um dos melhores goleiros do Brasil. É o estilo de jogo que o Sampaoli gosta, mas hoje ele saiu com os pés o tempo todo… A nossa prioridade não é goleiro. Ele (Sampaoli) mesmo estabeleceu que a nossa prioridade é um volante, um camisa 10, um 9”, emendou.

Sampaoli, por sua vez, elogiou Vanderlei depois do empate no clássico, mas espera por uma “alternativa”.

“Pelo estilo que temos, precisamos de alguém que jogue bem com os pés. (Com relação ao) Vanderlei, nós não analisamos com os pés porque ele não fez isso nos últimos anos. Temos que somar trabalho para que ele jogue com os pés. Não sabemos quanto vai demorar (para que Vanderlei aprenda a jogar com os pés). Precisamos ter alternativa com Vladimir ou outro que chegue. Não há muito tempo pelo número de jogos. Precisamos de realidade concretas urgentemente. O jogo passou muito pelo pé do Vanderlei hoje”, afirmou.

Comentários

comentário