Local das cativas na Vila Belmiro (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Sem a Vila Belmiro por dois meses, Santos deve mandar jogos no interior

O presidente José Carlos Peres afirmou que o Santos deve mandar algumas partidas no interior de São Paulo durante as reformas na Vila Belmiro. Na última semana, por meio de nota oficial, o Alvinegro Praiano alegou que o estádio santista não estará à disposição por dois meses por conta de reparos.

“Estamos estudando jogar no interior de São Paulo e no Pacaembu. Se puxar pela ficha, Ribeirão Preto tem capacidade, São José do Rio Preto não está muito bom, mas pode ser melhorado e jogarmos lá também”, disse o dirigente após o empate entre Santos e Corinthians em Itaquera.

“O Santos Futebol Clube está solicitando à Federação Paulista de Futebol (FPF) a transferência de seus jogos como mandante para o Pacaembu por período de 60 dias após a estreia contra a Ferroviária, marcada para o dia 19 de janeiro. A solicitação ocorre por conta de haver a necessidade da realização de manutenções de maior porte em determinados setores da Vila Belmiro, como a cobertura dos camarotes e revestimento da marquise, bem como algumas melhorias no entorno do gramado, especialmente atrás do gol da arquibancada do placar”, disse o Santos nesta semana.

O pedido do Santos pegou de surpresa grande parte dos torcedores, uma vez que as férias de fim de ano já passaram e apenas o gramado da Vila havia passado por reforma em dezembro. Ainda assim, o Santos estreará no Paulistão na Vila, no dia 19 de janeiro, contra a Ferroviária.

Vale lembrar também que a diretoria santista quer mandar cerca de 60% dos jogos no Pacaembu em 2019.

Comentários

comentário