Eleição no Santos (Foto: Vitor Henrique / Santista Roxo)
Eleição para presidência do Santos em dezembro (Foto: Vitor Henrique / Santista Roxo)

Santos vê suspeita na regularização de sócios antes do impeachment

A política conturbada no Santos não para de reservar polêmicas impactantes. Desta vez, a segunda nota publicada no site oficial do Peixe nesta quarta-feira (12) – a primeira foi do presidente José Carlos Peres atacando seu vice – apontou um “suspeito movimento nos últimos dias em nossa Secretaria Social de pessoas portando listas de sócios inadimplentes com o objetivo de quitar em volume débitos de terceiros”.

Vale lembrar que após a aprovação dos dois processos de impeachment contra Peres no Conselho Deliberativo, o sócio decidirá pelo impedimento ou não em reunião extraordinária na Vila Belmiro. A votação acontecerá no dia 29 deste mês, apenas no estádio santista.

Ou seja, o Santos está preocupado que membros da situação e da oposição estejam “comprando” votos e, consequentemente, pagando débitos de alguns associados. Para que esse processo não aconteça mais ou seja minimizado, a solução que o Peixe encontrou foi atender os sócios de forma individual. Apenas sócios adimplentes e que estão há mais de um ano no registro do Santos poderão votar.

Veja a nota oficial:

“Srs Associados,

Informamos que em função do estranho e suspeito movimento nos últimos dias em nossa Secretaria Social de pessoas portando listas de sócios inadimplentes com o objetivo de quitar em volume débitos de terceiros, a partir de amanhã (13/9), o atendimento será apenas individualmente com os titulares da associação.

Lamentamos que, mais uma vez, vejamos a tentativa de repetição de velhas e conhecidas práticas de cooptação de associados em momentos de votação”

Comentários

comentário