Blandi tem fama de goleador na Argentina (Foto: Divulgação)

Santos corre para contratar argentino Nicolás Blandi e artilheiro da Série B; Peixe quer dupla de uma só vez

Desesperado por um camisa 9, o Santos continua no mercado em busca de reforços, desta vez, dois nomes estão na mira com “o mesmo valor”. São eles: o argentino Nicolás Blandi, do San Lorenzo, da Argentina, e Junior Brandão, artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro com o Atlético-GO. A chegada de um desses dois, por enquanto, não tira o interesse do Peixe no outro atleta. A ideia é contar com ambos.

Depois de vetar a contratação de Marco Ruben, do Rosario Central, o técnico Cuca continua com o mesmo pensamento em relação à contratação de Blandi. Ele já disse para membros da diretoria santista que não quer mais estrangeiros no elenco, já que o Peixe conta com cinco jogadores do exterior. No entanto, o presidente José Carlos Peres vê com bons olhos a chegada do “hermano” à Baixada Santista.

Além de ser uma aposta do cartola, o centroavante poderia disputar a Libertadores pelo Peixe normalmente, já que o San Lorenzo não participou do torneio este ano. O contrato de Blandi é válido até junho de 2019 com o time argentino. Ele viria ao Santos por aproximadamente 2,5 milhões e meio de dólares. O Alvinegro Praiano avançou nas negociações, conforme publicou o “Diário do Peixe”.

Nicolás Blandi tem 28 anos e marcou 11 gols em 27 jogos na última temporada. Além do San Lorenzo, ele jogou pelo Boca Juniors e Argentinos Juniors. Na Europa, defendeu o Évian-FRA. No início deste ano, o Grêmio ficou perto de contratá-lo, mas recuou após a alta pedida do time argentino.

Júnior Brandão

Junior Brandão pode chegar ao Santos (Foto: Paulo Marcos / Atlético-GO)

Júnior Brandão, por sua vez, tem apenas 23 anos e viria como uma aposta ao Santos. Este ano, o atacante marcou 13 gols em 29 jogos e é o maior goleador da Série B, com nove bolas na rede, três a mais do que Rodrigão, que pertence ao Santos e está no Avaí. Ele viria ao Peixe em definitivo por R$ 1 milhão.

Logo em sua apresentação, Cuca brecou a procura da diretoria santista por um camisa 9 alegando que a solução poderia estar no próprio elenco do Peixe. Dias depois, em entrevista coletiva, o comandante santista voltou atrás de sua decisão e admitiu que a equipe está carente na posição.

Ele prefere contar com um atacante que conheça melhor o futebol brasileiro para fácil adaptação. No elenco, apenas o garoto Yuri Alberto é centroavante de origem. Gabigol, que não vive boa fase como centroavante, e Eduardo Sasha têm se revezado na função, mas ainda não empolgaram.

Além dos dois jogadores agora em pauta, Santiago Tréllez, Gilberto, Fernando Uribe, Jonatan Álvez, Barcos, Franco Di Santo, Calleri, Stuani, Tobias Figueroa, Germán Cano, Nicolás Blandi e Jonas, ex-Santos, também já estiveram (ou ainda estão) no radar do Alvinegro, mas ninguém chegou.

Comentários

comentário