Orlando Rollo, vice-presidente do Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Rollo aprova novos nomes para o Comitê de Gestão, mas diz ter divergências com Paulo Schiff

Após a Comissão do Estatuto liberar os quatro nomes propostos pelo presidente José Carlos Peres para integrar o Comitê de Gestão, os conselheiros do Santos votarão pela aprovação (ou não) de Anilton Luiz Perão, José Bruno Carbone, Matheus Del Corso Rodrigues e Paulo Schiff. A próxima reunião do Conselho Deliberativo está marcada para o próximo dia 16 de outubro, na Vila Belmiro.

Em entrevista após a “reunião da paz” entre José Carlos Peres e Orlando Rollo na última segunda-feira (09), o vice aprovou os nomes, com a exceção de Paulo Schiff. O dirigente afirmou que entrou na Justiça contra o ex-presidente do Conselho Deliberativo e que ele pode não ser um bom nome para o Comitê. Mas, ao mesmo tempo, deixou claro que respeitará a decisão dos conselheiros em caso de aprovação do nome.

“Estou de acordo, mas com restrição a um. Respeitarei a vontade do presidente. Paulo Schiff. Eu, inclusive, tenho processo contra ele. Há menos de um mês criticou a gestão, lembrei o presidente sobre isso. Eu apoio todos os nomes indicados, mas do Paulo Schiff é com restrição. Tenho um processo por conta de coisas que escreveu sobre mim e o presidente na coluna (no Jornal da Orla)”, disse Rollo.

Procurado pela reportagem, Paulo Schiff disse que respeita o posicionamento do vice-presidente.

“Respeito o posicionamento dele. Mas o artigo 61 diz que os diretores do CG são indicados pelo presidente. Foi o presidente que me convidou. E a aprovação do nome indicado cabe ao Conselho Deliberativo”, disse Schiff, presidente do Conselho entre 2012 e 2014.

A ideia do presidente José Carlos Peres é recompor o CG por inteiro com esses quatro nomes, uma vez que Andres Rueda, Urubatan Helou, Hanie Issa e José Carlos Oliveira pediram para sair nos últimos meses. Todos eles alegaram divergências de opinião com o mandatário santista no dia a dia do Santos.

O Comitê de Gestão – responsável por todas as decisões colegiadas no Santos – é formado atualmente por cinco gestores, o número mínimo para despachar decisões no Alvinegro: São eles: José Carlos Peres, Orlando Rollo, Estevam Juhas, Fabio Gaia e Pedro Doria.

Comentários

comentário