Rodrygo fechou com o Real Madrid (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Rodrygo vê Corinthians favorito no clássico, mas diz: “Estamos preparados”

Aos 17 anos, Rodrygo é um dos grandes protagonistas do clássico entre Santos e Corinthians nesta quarta-feira (06), às 21h, na Arena Corinthians, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante vê o rival favorito, mas acredita que o Peixe tem totais condições de vencer o duelo fora de casa.

Se o momento na tabela do torneio for levado em consideração, o Timão realmente iniciará o jogo em vantagem, já que ocupa a oitava colocação, com 14 pontos conquistados. O Santos, por sua vez, soma apenas nove pontos e se encontra apenas na décima quinta colocação, a um passo do Z4.

“Temos total confiança em todos do grupo, nos fechamos para sair dessa posição. Conseguimos vitória muito boa, que nos prepara bem para o clássico, ainda mais com a derrota do Corinthians. Favoritismo fica pelo lado do Corinthians, pelo lugar na tabela, mas chegamos muito preparados para o clássico”, disse Rodrygo em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Rei Pelé.

Cada vez mais visado por conta das boas atuações recentes, Rodrygo sabe que não terá vida fácil diante do arquirrival. Como atua pelo lado esquerdo, o atacante travará uma disputa com o jovem lateral-direito Mantuan, que não vive bom momento e ainda não se firmou como titular absoluto do Corinthians.

“Não é questão de confiança. Corinthians teve derrota para o Flamengo, com polêmica de arbitragem. Vai ser um adversário muito difícil de passar. Vou para cima dele, dos zagueiros, dos volantes. Não é só ir pra cima do Mantuan, é do time todo deles. Vou ter dificuldade em qualquer lugar”, emendou.

Contra o rival, o Peixe terá de quebrar um incômodo jejum que já dura dois meses: a última vitória do Alvinegro fora de casa aconteceu diante do Estudiantes, no dia 5 de abril, na Argentina, pela Libertadores. Desde então, o Peixe soma sete derrotas em sete partidas.

Com Rodrygo confirmado, o provável time titular é: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato e Jean Mota; Rodrygo, Gabigol, e Eduardo Sasha.

Comentários

comentário