Renato, volante do Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)
Renato, volante do Santos (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Renato elogia Barcelona e relembra gol marcado no Monumental em 2004

O volante Renato tem uma ótima recordação do estádio Monumental Isidro Romero Carbo, palco do confronto entre Barcelona de Guayaquil e Santos FC nesta quarta-feira (13), às 21h45, no Equador, pela partida de ida das quartas de final da Libertadores.

Isso porque, em 2004 o camisa 8 ajudou o Alvinegro Praiano a vencer a equipe equatoriana por 3 a 1, em duelo válido pela fase de grupos da competição continental. Além do veterano de 38 anos, Basílio e Robinho também marcaram – naquela oportunidade, o resultado praticamente garantiu a vaga santista para a próxima fase.

“A lembrança daqui é boa. Com o gol ou não, sempre quero ajudar… Eu acho que temos jogadores mais experiente. Aquele grupo era mais jovem, mesmo sendo campeão brasileiro em 2002. É a mesma ambição. Tempos mudam, futebol está mais corrido e dinâmico, mas temos condições de chegar em outra final”, disse Renato em entrevista coletiva no Equador.

Renato aproveitou para elogiar o rival desta quarta-feira e explicou como o time da Vila deve se portar atuando fora de casa. Para o volante, o segredo é arriscar muitos chutes ao gol, fundamento que vem sendo treinado constantemente pelo técnico Levir Culpi.

“É um time qualificado, jogadores rápidos, com transição rápida. Não podemos dar contra-ataque. Temos que finalizar as jogadas no ataque. Não podemos atacar de qualquer maneira. Treinamos muitos chutes, pegar o rebote e acreditar. Estamos aplicando nos jogos. Se não chutar, o gol não sai”, concluiu.

Com Thiago Ribeiro e contando com o retorno de David Braz, suspenso no clássico, o Peixe vai a campo com: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato, Alison e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Sob supervisão de Gabriela Fernandes

Comentários

comentário