Gabigol tem futuro incerto no Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Peres insiste em Gabigol e não descarta oferecer “prioridade de compra” por promessas à Inter de Milão

É difícil, mas o presidente do Santos, José Carlos Peres, não desistiu oficialmente de renovar o empréstimo de Gabigol. Apesar de reconhecer que a Inter de Milão fará jogo duro, o dirigente tenta dar sua última cartada e espera também o esforço do atacante para uma possível permanência.

Para isso, o mandatário cogita até propor para o time italiano um “direito de prioridade”. Ou seja, dar preferência ao rival na contratação de promessas, como Kaique Rocha e Yuri Alberto, por exemplo. Nos últimos dias, inclusive, representantes da Inter observaram os dois jogadores em duelo do sub-17 no Rio de Janeiro. Eles foram titulares na eliminação do Peixe para o Flamengo, na semifinal da Copa do Brasil.

“Ele pode querer ficar, sabe o caminho de casa. Se ele chegar num valor que a gente pode… Ele foi vendido por R$ 88 milhões. Primeiro ano na reserva, segundo ano com a gente.  Ninguém do futebol brasileiro, tirando Palmeiras e Flamengo, tem dinheiro para pagar”, disse o cartola, que completou.

“O que a gente mais joga é com prioridade. Como Santos é formador, eu posso pagar tanto e te dou prioridade. O mesmo procurador do Dodô é do Gabigol”, emendou.

Artilheiro do Brasileirão com 18 bolas na rede, Gabriel não poderá atuar na última rodada, contra o Sport, no domingo (02), na Ilha do Retiro – ele recebeu o terceiro cartão amarelo. O jogador de 22 anos fez uma boa temporada e também atraiu o interesse do futebol da Inglaterra.

Ao contrário de José Carlos Peres, Gabigol confirmou que sua permanência no Santos é pouco provável.

“Não sei se foi minha despedida. Mas foi muito emocionante fazer o gol. Aqui é minha casa. Agora é trabalhar e torcer pelos meus companheiros. Se foi despedida, é agradecer a torcida e dizer que estou orgulhoso. Mas, vamos ver como vai ser”, afirmou Gabigol após a vitória santista sobre o Atlético-MG.

Comentários

comentário