Bryan Ruiz foi apresentado com a camisa 10 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Mesmo apresentado com a camisa 10, Bryan Ruiz ainda tem número indefinido: “O que importa é o escudo”

Bryan Ruiz foi apresentado como o novo jogador do Santos nesta quarta-feira (11), na Vila Belmiro, vestindo a histórica camisa 10 que já pertenceu ao Rei Pelé. Mas, se todo mundo lembra, a numeração hoje é utilizada por Gabigol, contratado para ser uma grande estrela do Peixe em 2018.

Como não tem características de um armador, muitos santistas esperam que o Menino da Vila deixe o número para o novo companheiro. Na entrevista coletiva de apresentação de Bryan Ruiz, o presidente José Carlos Peres disse que o assunto será analisado pelo departamento de Futebol.

“Sei a responsabilidade que é chegar nesse Clube, principalmente por saber que a equipe está atrás e precisa melhorar no meio-campo. Sei como é a responsabilidade, repito. Com respeito ao número, não é importante. O que importa é o que está à frente da camisa, escudo, sendo número 10, 40 ou 60. É uma honra vestir a 10, claro, camisa histórica, mas o que importa é o escudo”, argumentou Ruiz.

Agora, o meio-campista voltará à Costa Rica e, como não teve descanso após a Copa do Mundo, ficará uma semana com a família para resolver pendências de transferência para o Brasil. Ele será desfalque no clássico contra o Palmeiras, no dia 19, às 20h, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro.

“É algo que não falei ainda com o treinador, mas vamos ter que esperar um pouco. Quando terminei a temporada em maio, fui para seleção e não tive folga. Quero render bem, começando no melhor das condições. Quero ter um pouco de férias e começar em 100%. Uma semana no máximo. Vou para a Costa Rica ficar com a família e não saí de casa esperando por algo. Copa terminou há 10 dias, mas férias mesmo eu não tive. Quero me adaptar rapidamente, ficar fisicamente bem”, emendou.

Conheça melhor o jogador no Blog SanTÁTICO.

Comentários

comentário