Lucas Lima, meia do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Lucas Lima, meia do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Lucas Lima explica como o Santos deve atuar contra o Barcelona-EQU

O Santos FC do técnico Levir Culpi é conhecido pelo contra-ataque e por deixar a posse de bola em segundo plano na maioria das partidas, principalmente quando atua fora de casa. Porém, nesta quarta-feira (13), contra o Barcelona de Guayaquil, às 21h45, pelo duelo de ida das quartas de final da Libertadores, isso pode mudar.

Quem confirma essa opção é o meio-campista Lucas Lima. Líder de assistências do torneio continental com seis passes para gol, o camisa 10 espera que o Alvinegro Praiano pressione o rival equatoriano em seu campo de defesa e usufrua do contra-ataque quando necessário.

“Acho que não podemos ficar lá atrás tomando sufoco. Temos que tentar pressionar. E sabemos também da força do nosso contra-ataque. Sempre que jogamos fechadinhos, mesmo sofrendo um pouco, a gente cria boas oportunidades no contra-ataque. Temos que mesclar essa pressão alta e baixa, sempre atentos, porque será um jogo difícil”, disse o meia em entrevista coletiva nesta terça-feira (12), em Guayaquil.

Além da invencibilidade de 16 partidas na temporada, o Santos é a única equipe invicta na Libertadores. Para o atleta de 27 anos, os comandados de Levir Culpi precisam jogar como se tivessem na Vila Belmiro e não esquecer do “espírito de Libertadores”.

“Nosso contra-ataque sempre vai ser uma das nossas principais armas pela velocidade da nossa equipe e dos nossos pontas. Nosso estilo de jogo hoje se baseia nesse contra-ataque, ficar um pouco menos com a bola, chamar o adversário e então termos espaços. É como falei: temos que marcar lá em cima, será um jogo difícil. A primeira partida é muito importante. A gente vem criando esse espírito de Libertadores, temos que jogar como se estivéssemos na Vila, com pegada e velocidade, tentando sair com um grande resultado”, concluiu Lucas Lima.

O elenco do Santos realiza o reconhecimento do gramado do estádio Monumental do Equador nesta terça-feira à noite. Contra o Barcelona, o time deve ir a campo com: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato, Alison e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Sob supervisão de Gabriela Fernandes

Comentários

comentário