Levir Culpi, técnico do Santos (Foto: Guilherme Artigas / Estadão Conteúdo)
Levir Culpi, técnico do Santos (Foto: Guilherme Artigas / Estadão Conteúdo)

Levir vê empate na Ressacada justo: “Ninguém merecia vencer”

O técnico Levir Culpi acredita que o empate do Santos FC em 0 a 0 com o Avaí, neste domingo (06), na Ressacada, pela décima nona rodada do Campeonato Brasileiro, foi justo se levado em consideração o desempenho das duas equipes durante os 90 minutos.

Com o tropeço fora de casa, o Peixe, terceiro colocado com 35 pontos, está a 4 do Grêmio, vice-líder, e a 12 do arquirrival Corinthians – os dois adversários venceram nesta rodada.

“Foi um jogo desgastante, muito empenho e poucas oportunidades. Mereceu um 0 a 0. O Avaí jogou um jogo muito legal, deu duas puxadas ótimas de contra-ataque. Teve bola na trave… resultado foi justo. Ninguém merecia vencer esse jogo”, disse o comandante.

Indagado sobre Jean Mota, que supriu a ausência de Lucas Lima no meio-campo, o comandante afirmou que ele poderia ter ajudado mais na parte ofensiva, mas admitiu que não pode cobrar o seu atleta, que estava “acostumado” a atuar na lateral esquerda nas últimas rodadas.

“Achei que ele esteve bem. Não posso cobrar muito, estava na lateral esquerda. Sente muito. Renato, que também voltou, sentiu. Achei que o Jean se empenhou muito, não deixou brecha na parte defensiva, mas faltou coordenação no ataque. Mas agora acabou Brasileiro e é só Libertadores. Temos que reunir forças, recuperar todo mundo e ir buscar a classificação”, concluiu.

Na próxima rodada, o Peixe recebe o Fluminense, no dia 14 de agosto, às 20h, no Pacaembu. Antes disso, porém, os comandados de Levir Culpi encaram o Atlético-PR, na próxima quinta-feira (10), às 21h45, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores – na ida, o Santos venceu por 3 a 2.

Sob supervisão de Gabriela Fernandes

Comentários

comentário