Kaio Jorge deu sua primeira coletiva como atleta profissional (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)

Kaio Jorge vibra após acerto e mira títulos no Santos: “Quero ter meu nome no muro”

Depois de assinar o primeiro contrato profissional com o Santos, Kaio Jorge concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do elenco de Jorge Sampaoli. Tímido e de poucas palavras por conta do nervosismo de ficar em frente às câmeras e de muitos jornalistas no CT Rei Pelé, o atacante falou bem pouco, mas o suficiente para deixar o torcedor esperançoso para o futuro.

Costumeiramente artilheiro do Alvinegro nas categorias de base, o jogador tem o sonho de conquistar um espaço não só no coração dos santistas, mas também no muro do CT Rei Pelé. Nomes como Neymar, Robinho e Pelé, o rei do futebol, foram desenhados no local pelo artista plástico Paulo Consentino há alguns anos. O ato foi uma forma de o Peixe homenagear seus principais ídolos.

“Quero ter meu nome no muro. Morava aqui atrás, passando aqui na frente falei que queria estar lá, que tinha Neymar, Robinho, Ganso. Trabalhar para isso… Passa um filme na cabeça, sempre ia na Vila ver os jogos e sonhava em estar ali. Graças a Deus estou tendo essa oportunidade. Estou muito feliz”, disse.

Inicialmente, Kaio Jorge sabe que terá dificuldades para ganhar espaço no Santos, especialmente pela pouca idade: ele tem apenas 16 anos. Mas, no que depender dele, Sampaoli estará bem servido quando precisar. A primeira chance do Menino da Vila pode ser no Campeonato Paulista.

“Procuro ir dando um tempo. Sou novo, estou buscando meu espaço respeitando os companheiros. É muito importante, por estar subindo agora. Tenho de mostrar quando entrar. Sempre que entrar farei o que mais gosto”, emendou

“Sou um jogador bem tranquilo, jogo de centroavante, mas ele (Sampaoli) tem optado por me colocar de ponta. Onde ele me colocar estarei adaptado”, completou.

Em 2018, a diretoria e os representantes do jogador divergiram sobre questões contratuais do novo contrato. O acordo será até 2022, com 100% dos direitos econômicos para o Alvinegro e 50 milhões de euros (R$ 214 mi) de multa rescisória. Ainda há a opção de renovação por mais dois anos.

Durante o imbróglio, os pais do atacante de 16 anos chegaram a anunciar a saída dele do Peixe e o garoto, em um determinando momento do ano passado, foi ao CT Rei Pelé recolher seus pertences e se despedir dos companheiros. Pouco tempo depois, porém, o Santos se entendeu com os empresários do jogador e encaminhou a renovação. A permanência na Vila Belmiro também foi um pedido pessoal de Kaio Jorge.

No último ano, o centroavante foi promovido pelo técnico Cuca e fez um jogo no profissional: na vitória por 1 a 0 diante do Atlético-PR, no dia 30 de setembro. Depois, por conta do imbróglio por sua renovação, não foi mais relacionado pelo time principal. Este ano, ele vem treinando com o elenco normalmente.

Comentários

comentário