Jair Ventura, técnico do Santos (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)
Jair Ventura, técnico do Santos (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)

Jair valoriza semana livre, elogia Ceará e prevê regularidade do Santos no Brasileiro

O Santos entra em campo neste sábado (14), às 21h, no Pacaembu, na estreia do Campeonato Brasileiro. Depois de uma semana longa de preparação após a vitória sobre o Estudiantes na Libertadores, o Peixe terá força máxima para encerrar um jejum de vitórias de 12 anos no torneio nacional.

Em entrevista coletiva, o técnico Jair Ventura valorizou a semana livre para recuperar os atletas e desempenhar atividades táticas. O comandante também teve tempo de sobra para escolher entre Renato ou Léo Cittadini, além de um meio-campista ideal. Neste último caso, Rodrygo deve atuar mais recuado.

“É diferente para o treinador ter sete ou oito dias de trabalho. Tivemos quatro sessões de treino por causa da recuperação. Fizemos nove jogos em março, quase não treinamos. Conseguimos implementar algumas coisas, fazer pequenos ajustes. Fica mais evidente com o resultado. Se perdermos, não servem de nada. Que conseguimos repetir isso, com a junção entre performance e resultado. Sonho de todo treinador. Vencer e convencer. Essas sessões de treino dão mais tranquilidade e confiança para os atletas renderem o melhor e pôr em prática tudo que fica invisível por causa dos treinos fechados. Dias são importantes para isso. Que possamos começar o Campeonato Brasileiro com o pé direito”, disse o treinador.

Jair Ventura também acredita que o Santos se mostrou forte para a sequência da temporada, já que saiu apenas nas penalidades máximas no Paulistão e venceu dois dos três primeiros jogos na Libertadores. E, para conquistar o título ou fazer um bom campeonato, ele quer um time com regularidade.

“Santos se mostrou competitivo, temos que continuar assim em todos os jogos. Não fizemos grandes jogos o ano todo, mas fizemos grandes jogos nos grandes jogos. Temos que ser regulares no Campeonato. Temos que quebrar o tabu de 12 anos sem ganhar na estreia. Ceará é rodado, interessante. Arthur (do Ceará) entrou no lugar do Elton ou do Felipe Azevedo no time. Vai ser difícil, mas o Santos tem que mostrar força. Aproveito para convocar nossa torcida e conseguirmos uma grande vitória. Três pontos da primeira partida são tão importantes. Temos que levar cada jogo como final para brigarmos pelo título.”

“Vimos outros exemplos de times que ganharam no final, mas Corinthians ganhou no início no ano passado, o que bate com o que o Guardiola diz (que o torneio nacional se ganha nas dez primeiras rodadas). Corinthians abriu grande vantagem, primeiro turno invicto e garantiu praticamente ali. Mas tiveram oscilação, a bola para de entrar, pressão aumenta, botaram o campeonato em risco, mas tiveram gordura para segurar o título. Guardiola tem um pouco de razão, mas Flamengo ganhou no fim em 2009. E pontos corridos é justo. Mata-mata tem dia ruim, Brasileiro não. Quem jogar melhor por mais tempo vai ser campeão. Não tem a emoção, mas é mais justo. Sem zebra”, emendou.

O provável Santos para a estreia é: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison; Eduardo Sasha, Renato, Arthur Gomes e Rodrygo; Gabigol.

Comentários

comentário