Jorge Sampaoli, técnico do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Intensidade, posse de bola e táticos: Sampaoli completa uma semana de treinos no Santos

Ainda sem contar com um único reforço para 2019, o técnico Jorge Sampaoli completa nesta quarta-feira (9) uma semana de treinos no Santos. E, apesar de ainda não ter sido presenteado pela diretoria santista, o treinador não tem dado vida fácil aos jogadores que estão no elenco alvinegro. Nos últimos dias, sem descanso, os jogadores tiveram dois períodos de treinamentos apesar do forte calor na cidade santista.

Na primeira semana, o comandante focou em três tipos de trabalhos: físicos, técnicos e táticos. Em um primeiro momento, como é recorrente nos primeiros dias de pré-temporada, a nova Comissão Técnica apostou no aprimoramento da parte física dos jogadores. Atividades como “Yo Yo Test”, que tem a missão de medir a resistência física, puderam ser acompanhadas de perto no CT Rei Pelé.

Na sequência, sob os olhares de Sampaoli, o elenco teve a missão de incorporar o pensamento de manter a posse de bola a todo custo nos trabalhos técnicos. Nas rodas de bobinho que acontecem geralmente no aquecimento, por exemplo, a equipe que está com a bola não pode perdê-la e, caso isso aconteça, precisa recuperar imediatamente, sem desanimar. Gritos de “reage” são ouvidos com frequência.

Já nos últimos dias, com a proximidade do amistoso contra o Corinthians, no domingo (13), às 17h30, na Arena Itaquera, Sampaoli iniciou os treinamentos visando a partida. No primeiro tático, o comandante esboçou um time titular com algumas novidades: Orinho na lateral esquerda, Kaique Rocha na zaga e Jean Mota no meio-campo.

Nesta terça-feira, a única alteração foi Gustavo Henrique no lugar do garoto Kaique. Bruno Henrique, perto do Flamengo, também continua entre os 11 principais. Rodrygo, com a Seleção Brasileira sub-20 para o Sul-Americano, segue fora e só deve voltar ao Santos após o início do Campeonato Paulista.

Uma novidade nessa terça-feira também foi uma atividade diferente dos goleiros. Em um momento em que o Santos corre atrás de Martín Campaña, do Independiente-ARG, e de Everson, do Ceará, Vanderlei, Vladimir e João Paulo precisaram treinar a saída de bola com os pés. Vale lembrar que o treinador gosta de jogadores que tenham essa característica e não vê isso nos arqueiros do Peixe.

A escalação foi a seguinte: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota; Derlis González, Bruno Henrique e Felippe Cardoso.

A estreia do Santos no Campeonato Paulista será contra a Ferroviária, no dia 19, na Vila Belmiro

Comentários

comentário