Gabigol é o dono da camisa 10 desde fevereiro. E agora? (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Gustavo Henrique se esquiva de ‘polêmica’ por camisa 10 do Santos entre Gabigol e Bryan Ruiz: “Nada a ver”

Gustavo Henrique se esquivou ao ser questionado sobre a “disputa” pela camisa 10 entre Gabigol e Bryan Ruiz, apresentado oficialmente com a numeração na última quarta-feira. O problema é que o atacante de 21 anos, contratado em fevereiro para ser estrela do time, tem sido o dono do número.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (13), no CT Rei Pelé, o defensor foi indagado da seguinte forma: se um zagueiro subisse ao profissional e “tomasse” a camisa 6, seu número desde o início no Peixe, ele ficaria confortável? E ele respondeu assim:

“Numeração não tem nada a ver. Eu sempre sonhei em jogar com a 6, meu ídolo era o Alex, mas se vier alguém experiente, o Rafa Marquez como você falou, eu cederia. Numeração não tem nada a ver”, disse.

Como não tem características de um armador, muitos santistas esperam que Gabriel deixe o número para o novo companheiro. Na entrevista coletiva de apresentação de Bryan Ruiz, o presidente José Carlos Peres disse que o assunto será analisado pelo departamento de Futebol.

Ao menos até o clássico contra o Palmeiras, no dia 19, às 20h, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro, Gabigol será o 10, já que Bryan Ruiz voltou à Costa Rica e, como não teve descanso após a Copa do Mundo, ficará uma semana com a família para resolver pendências de transferência para o Brasil

Comentários

comentário