Gabigol, atacante do Santos (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)

Gabigol defende Jair no comando do Santos e diz: “Um espelho para todos”

O presidente do Santos, José Carlos Peres, deixou claro que o técnico Jair Ventura corre risco no cargo após reunião do Comitê de Gestão nessa segunda-feira (11), na Vila Belmiro. Em 34 jogos de Jair, foram 14 derrotas, sete empates e 13 vitórias – aproveitamento de 45%.

Mas, apesar de não ter mais o apoio em massa da diretoria como em outras ocasiões, o comandante segue prestigiado com o elenco. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (12), no CT Rei Pelé, Gabigol rasgou elogios ao treinador e espera que o pior não aconteça. Porém, uma derrota contra o Fluminense nesta quarta-feira (13), às 19h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, deve ser fatal para o treinador.

“Sempre jogamos por ele, por nós, pela torcida… É um jogo muito importante. Jair é um cara que não sou muito bom para falar… É um espelho para todos, trabalho está sendo muito bem feito. Críticas vem com as derrotas, acontece, mas torcemos para que fique. É um cara que tem sido espetacular”, disse Gabriel.

Vale lembrar que Jair Ventura foi um dos maiores responsáveis pelo retorno do camisa 10 à Baixada Santista no início de fevereiro. Grato, o atleta de 21 anos não esconde o carinho pelo treinador e, sempre quando pode, fala sobre a importância dele nesta segunda passagem pelo Peixe.

A diretoria não está satisfeita com o desempenho do time no Brasileirão, onde o Santos é apenas o décimo sexto colocado e tem flertado com a zona de rebaixamento desde o início do torneio, mas ainda leva em consideração as classificações na Copa do Brasil e na Libertadores.

O elenco santista encerra a preparação para o duelo nesta terça-feira (12), no CT Rei Pelé, e viaja para o Rio no período da tarde. Um provável Santos é: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato e Jean Mota; Copete (Bruno Henrique), Gabigol e Rodrygo.

Comentários

comentário