Dorival elogiou o desempenho de seus comandados (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)
Dorival elogiou o desempenho de seus comandados (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Dorival lamenta expulsão de Jean Mota e enaltece ponto conquistado na Colômbia

O Santos FC voltou a não jogar bem, mostrou pouco repertório técnico durante os 90 minutos contra o Santa Fe, mas saiu com um empate importante da Colômbia e permanece líder do Grupo 2 da Libertadores, com cinco pontos conquistados e nenhum revés nas três primeiras rodadas – dois empates e uma vitória.

Após o jogo na Colômbia, Dorival admitiu que o Alvinegro não foi brilhante tecnicamente, mas acredita que o time demonstrou o espirito de uma competição internacional. Para ele, o resultado foi importante, principalmente pelo fato do Peixe ter mais dois jogos em casa nessa primeira fase.

“Foi um grande jogo, muito disputado. Tivemos a proposta de fechar os setores de criação do Santa Fe. Qualquer resultado que se deixe de fazer pode oferecer uma posição inversa (na tabela). Faremos dois jogos em casa e um fora e eu computo esse ponto como importantíssimo. Não fomos tecnicamente brilhantes, mas foi um jogo disputado, com muita garra.”

O comandante ressaltou que os seus comandados conduziram bem a partida e só tiveram maiores dificuldades após a expulsão de Jean Mota, no segundo tempo. O meia, improvisado na lateral-esquerda, foi expulso ao retardar a bola em cobrança de falta no campo de ataque.

“A expulsão em um jogo tranquilo de se conduzir aumentou as dificuldades. Foi um jogo com características de Libertadores, fugindo das características do Santos, que procura trabalhar mais a bola. Temos que dar valor ao ponto conquistado, buscando classificação em chave difícil, com grandes equipes e jogos complicados”, disse o técnico.

Com o empate, o Alvinegro agora soma 5 pontos e terá 14 dias para treinar antes do novo compromisso pela Libertadores. No próximo dia 4 de maio, o time da Vila volta a enfrentar os colombianos. Desta vez, no Pacaembu, às 21h45, pela quarta rodada do torneio

Sob supervisão de Gabriela Fernandes.

Comentários

comentário