Bruno Henrique será titular contra o Fluminense (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Depois de ‘maré ruim’, Bruno Henrique deve ser titular pela segunda vez em 2018

Depois de se recuperar de três lesões na temporada, Bruno Henrique, enfim, será titular no duelo contra o Fluminense nesta quarta-feira (13), às 19h, no Maracanã, pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Será o último jogo antes da parada para a Copa do Mundo.

E isso é uma novidade importante, uma vez que ele é não é titular desde o dia 17 de janeiro, contra o Linense, na estreia do Paulista. Naquela partida, o camisa 11 viveu uma de suas maiores infelicidades como jogador de futebol. Logo aos sete minutos, levou uma bolada no olho direito e sofreu cinco lesões diferentes na retina do olho direito, o que o tirou dos gramados por três meses. Mas não parou por aí.

Quando retornou, no dia 21 de abril, contra o Bahia, na Fonte Nova, o atleta teve um novo problema. Como ficou fora do time por muito tempo e perdeu a condição física ideal, sofreu uma lesão muscular de grau 2 no músculo adutor da coxa esquerda e ficou no Departamento Médico por mais de um mês.

Recuperado, Bruno Henrique só voltou ao time no dia 28 de maio, na derrota do Santos para o Cruzeiro por 1 a 0, no Pacaembu. Mas, definitivamente, o ano de 2018 continuou dificultando a vida do atacante. Durante a partida, ele sofreu um trauma na região da bacia após se chocar com a trave e, por conta das fortes dores, desfalcou o Peixe na goleada sobre o Vitória, na Vila Belmiro, no dia 3 de junho.

Depois disso, participou do segundo tempo dos confrontos contra Corinthians, em Itaquera, e Internacional, na Vila Belmiro, mas foi discreto. Agora, com Rodrygo fora do duelo por conta da negociação com o Real Madrid, o camisa 11 será a maior esperança do Peixe para uma vitória no Rio de Janeiro.

Na última semana, por exemplo, o jogador terminou um dos treinos do elenco no CT Rei Pelé como um dos destaques e mostrou que está bem melhor fisicamente. Ele correu durante a atividade 40 sprints, o que equivale a tiros curtos que chegam a 19 km/h, o melhor desempenho do time.

“A gente vai conversar com o Bruno e ver como ele se sente. Ele ainda não estava se sentindo bem o suficiente para ficar 90 minutos em campo, até pela inatividade dele, que ficou praticamente o ano todo sem atuar. Gradativamente, com esses jogos que ele vem fazendo, vai ficando cada vez mais em forma. Só falta um jogo para a nossa parada, mas com certeza no retorno do recesso ele terá condições de jogar os 90 minutos”, disse Jair Ventura antes de cogitá-lo no time titular contra o Flu.

Desta forma, o Santos deve ir a campo com: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Dodô; Diego Pituca, Renato (Alison), Léo Cittadini (Rodrygo) e Jean Mota; Bruno Henrique e Gabigol.

Reforço mais caro do ano passado, Bruno Henrique chegou ao Peixe contratado do Wolfsburg, da Alemanha, por cerca de R$ 14 milhões. O atacante terminou 2017 como um dos principais jogadores em atividade no Brasil: foi artilheiro do Santos na temporada, com 18 gols, e líder de assistências do Campeonato Brasileiro, com 11 passes para gol, assim como Gustavo Scarpa.

Bruno Henrique é a esperança de Jair Ventura no Rio

Não é mais segredo que Jair Ventura está na corda bamba no Santos e, possivelmente, uma derrota para o Tricolor Carioca será fatal para a continuidade do treinador no comando. Em 34 jogos dele à frente da equipe, foram 14 derrotas, sete empates e 13 vitórias – aproveitamento de 45%.

A diretoria não está satisfeita com o desempenho do time no Brasileirão, onde o Santos é apenas o décimo sexto colocado e tem flertado com a zona de rebaixamento desde o início do torneio, mas ainda leva em consideração as classificações na Copa do Brasil e na Libertadores. Se perder para o Flu, o time santista ficará o recesso da Copa do Mundo no Z4.

Comentários

comentário