Cuca, técnico do Santos (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Cuca vê pênalti em Gabigol, assume culpa por derrota, mas diz que viu evolução no Santos

O técnico Cuca analisou o desempenho do Santos na derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG neste domingo (12), no Independência, em Minas Gerais, pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O comandante santista disse que Gabriel sofreu pênalti no segundo tempo em disputa de bola com Leonardo Silva, explicou o que tentou fazer com as entradas de Léo Cittadini e Copete e assumiu a culpa pela derrota.

“Primeiro tempo muito bom, saímos atrás e desenhamos jogada, empatamos, tivemos posse de bola. Tivemos controle na maior parte, mesmo com um ou duas chances do Atlético. No segundo tempo, foi diferente. Atlético tomou iniciativa e veio pelo lado esquerdo da nossa defesa triangulando, sentimos isso e corrigimos com Copete e depois um meia no lugar do Jean Mota para criarmos mais. Tivemos chance do 2 a 1 com Rodrygo e Dodô, e um pênalti que tive cuidado de analisar. Conversei com Gabriel, um pênalti claro e que geralmente dão. Seria um lance que nos daria a vitória ou encaminharia como o segundo gol encaminhou para eles”, disse o treinador em entrevista coletiva.

“Sentimos o jogo na segunda parte do segundo tempo, viagem… Terceiro gol pode pôr na minha conta para tirar um volante e tentar empatar. Culpa é do treinador que pôs o time, tenho que tirar o peso e cobrar internamente. Escorregamos no lance do terceiro gol, foi fatalidade, enfim. Vi coisas boas, principalmente no segundo tempo. Temos que trabalhar em cima disso para tentarmos vencer o Sport. Vi evolução hoje. Se tivermos esse nível e mais descansado, teremos chance maior de vencer”, emendou.

Com o resultado, o Santos, décimo sexto, continua flertando com a zona de rebaixamento, com 18 pontos. No próximo sábado (18), às 16h, o Peixe encara o Sport, na Vila Belmiro, pela décima nona rodada do Brasileirão. Será a volta para casa do time santista após quatro jogos fora de seus domínios. Os ingressos já estão à venda e, com promoção para sócios, que podem garantir entradas por R$ 7,50.

“Tem que ter paciência e equilíbrio. Encontrar culpados em derrotas faz a confiança ser ainda mais perdida. Primeiro tempo bom, poderíamos ter saído à frente no segundo tempo, mas sofremos o gol. Temos que corrigir o posicionamento errado do segundo gol, conversar, ajustar e tentar melhorar”, completou.

Antes disso, no entanto, o Alvinegro continua em Minas para enfrentar o Cruzeiro, na quarta-feira (15), às 19h30, no Mineirão, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Peixe precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Um triunfo por um gol leva a decisão para os pênaltis.

Comentários

comentário