Cuca, técnico do Santos (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)
Cuca, técnico do Santos (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Cuca analisa carências do Santos e lamenta desentrosamento de reforços

Após a derrota do Santos por 3 a 1 para o Atlético-MG neste domingo (12), no Independência, o técnico Cuca afirmou que já conversou com a diretoria sobre as carências do elenco e possíveis reforços para a sequência do ano. O comandante acredita que não era a hora certa para trazer três reforços estrangeiros e que pouco conhecem o futebol brasileiro. Carlos Sánchez, Bryan Ruiz e Derlis González chegaram como apostas do presidente José Carlos Peres antes do comandante ser contratado pelo Alvinegro.

Além do meio-campo, já que Bryan Ruiz ainda não empolgou, o Santos sente a falta de um camisa 9, que ainda não chegou desde a saída de Ricardo Oliveira. Atualmente, o argentino Nicolás Blandi, do San Lorenzo, da Argentina, e Junior Brandão, artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro com o Atlético-GO, estão em pauta. Ambos podem chegar até o dia 15, prazo máximo para inscrever atletas no Brasil.

“Estamos no meio de agosto e temos jogador praticamente por estrear, que jogou 15 minutos. Jogador sem entrosamento, conhecimento do futebol brasileiro. Ocorreram não sei se com aval do treinador ou não, mas mexem muito. Culpa é do treinador que pôs o time, tenho que tirar o peso e cobrar internamente. Sem mandar recado pela imprensa, cobrar lá dentro e fazer o melhor. Sabemos o que precisamos, já está falado para o Ricardo Gomes, sabe o que precisamos para sair da situação, mas não é na marra, tem que trabalhar e evoluir. Vi evolução hoje. Se tivermos esse nível e mais descansado, teremos chance maior de vencer”, disse Cuca em entrevista coletiva.

Com o revés para o Galo, o Santos, em décimo sexto, continua flertando com a zona de rebaixamento, com 18 pontos. No próximo sábado (18), às 16h, o Peixe encara o Sport, na Vila Belmiro, pela décima nona rodada do Brasileirão. Será a volta para casa do time santista após quatro jogos fora de seus domínios. Os ingressos já estão à venda e, com promoção para sócios, que podem garantir entradas por R$ 7,50.

Antes disso, no entanto, o Alvinegro continua em Minas para enfrentar o Cruzeiro, na quarta-feira (15), às 19h30, no Mineirão, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Peixe precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Um triunfo por um gol leva a decisão para os pênaltis.

Comentários

comentário