Jobson foi recém-contratado pelo Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Contratado há um mês, Jobson ainda aguarda chance de estrear pelo Santos

Contratado há um mês depois de uma ótima campanha com o Red Bull no Campeonato Paulista, o volante Jobson ainda busca sua primeira oportunidade no Santos. O jogador, que tem sido relacionado desde sua inscrição no BID da CBF, ainda não conseguiu provar o seu valor para Jorge Sampaoli.

E a falta de chances para o atleta tem a ver com motivos importantes, mesmo levando-se em conta o rodízio de atletas feito pelo treinador. Atualmente, Jean Lucas e Diego Pituca parecem ter conquistado a titularidade absoluta com boas atuações. Carlos Sánchez também tem sido usado regularmente. Alison, por sua vez, perdeu espaço, mas ainda é utilizado durante o segundo tempo dos jogos.

Jobson não demonstra problemas técnicos ou físicos durante os treinos e já admitiu a ansiedade de estrear na equipe santista. A primeira chance pode acontecer no clássico diante do Palmeiras neste sábado (18), às 19h, no Pacaembu, em São Paulo, pela quinta rodada do Brasileirão.

O volante é bem avaliado por Jorge Sampaoli e foi contratado por conta de sua polivalência em poder atuar como primeiro e segundo volante. O jogador, por sua vez, rejeitou propostas do Brasil e do exterior para poder trabalhar com o argentino na Vila Belmiro.

“Sampaoli a gente acompanha. Traz de volta tudo que o brasileiro sempre quis ver. Bola para frente, protagonismo. Quem gosta de jogar bola quer ter ela no pé. Procurei não escutar as propostas, falei que queria vir para cá. Nem escutei ninguém. Agradeço pelo esforço que fez para me ter. Sempre me passou que queria me ter aqui. Sei como foram difíceis os bastidores”, disse o camisa 40 em sua apresentação.

Nesta temporada com o Red Bull, Jobson, de 1.85m e 23 anos, atuou em 11 partidas e marcou dois gols, além de atuar por 950 minutos. Para contratá-lo, o Peixe se comprometeu a pagar, de forma parcelada, cerca de R$ 3 milhões por 70% dos direitos econômicos do atleta.

 

Comentários

comentário