Cleber Reis quer dar a volta por cima no Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Cleber lamenta “crucificação” e projeta volta por cima no Santos em 2019

Em busca da redenção no Santos, o zagueiro Cleber Reis quer dar a volta por cima e busca uma oportunidades nesta temporada com o técnico Jorge Sampaoli. O defensor, que atuou pelo Paraná no último Campeonato Brasileiro e tem contrato até 2022 com o Peixe, não quer ser emprestado mais uma vez.

Ele foi contratado em 2017 junto ao Hamburgo, da Alemanha, e custou uma fortuna: R$ 7,3 milhões. O problema é que Cleber não encantou e ficou marcado por uma expulsão contra a Ferroviária, no Paulistão daquele ano, na partida que marcou sua estreia pelo Alvinegro.

Naquele duelo, o jogador recebeu o cartão vermelho e foi fundamental para a derrota do time santista. A partir daí, o jogador não teve mais a confiança dentro do Santos e, segundo ele, passou a ser crucificado.

“É inacreditável, mas fui crucificado por uma expulsão. Claro que ninguém gosta de ser expulso, mas faz parte do jogo, especialmente para zagueiro. Era meu primeiro jogo pelo Santos e ainda estava me ajustando ao time. A culpa daquela derrota recaiu sobre mim e, infelizmente, depois daquele cartão vermelho, parece que tudo mudou e tive poucas chances”, disse o atleta.

Em uma das chances que teve pelo Santos, Cleber chegou a ter esperanças de que teria mais oportunidades na equipe titular. Quando enfrentou o The Strongest, na Libertadores de 2017, o defensor não sentiu a pressão e, apesar da atitude boliviana, se destacou na partida.

“Aquele foi um jogo épico. Os donos da casa nos pressionaram com muita correria e bolas aéreas. Jogar com um a menos naquelas condições não é nada fácil, mas consegui fazer uma ótima partida, anulando a maioria das investidas do adversário, tanto pelo chão quanto pelo alto. Infelizmente, as pessoas tendem a lembram só das coisas negativas”, diz.

Ao lado de todo o elenco, o defensor se apresentou no CT Rei Pelé no último dia 2 de janeiro e vem treinando com Jorge Sampaoli. O primeiro compromisso do Santos será um amistoso contra o Corinthians, no domingo (13), às 17h30, em Itaquera. A princípio, ele começará entre os reservas.

“Ele é um treinador experiente, com passagens por grandes clubes e seleções do futebol mundial e que sabe tirar o melhor de cada atleta. Vou provar meu valor e mostrar que estou pronto para defender essa lendária camisa”, finalizou.

Comentários

comentário