Bryan Ruiz pode substituir Diego Pituca (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Bryan se coloca à disposição para substituir Pituca, mas diz: “Difícil fazer o que ele faz”

Com a suspensão de Diego Pituca, Bryan Ruiz tem tudo para ganhar uma vaga no time titular do Santos no duelo contra a Chapecoense, na segunda-feira (12), às 20h, no Pacaembu, em São Paulo, em jogo válido pela trigésima terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Segundo o costarriquenho, substituir o volante será algo bem complicado. Isso porque Diego Pituca, apesar da expulsão na derrota para o Palmeiras, no último sábado, é um dos jogadores mais constantes entre os 11 principais e mantém uma boa regularidade no meio-campo.

“Pituca é um dos jogadores que tem mais constância no time. Vai ser muito difícil fazer o que o Pituca faz. Se o Cuca precisar que eu jogue ali, eu posso jogar. Claro que meu forte não é a marcação, mas se o professor precisar que eu jogue por ali, eu posso jogar sim”, disse o jogador de 32 anos.

Vencer a Chapecoense virou uma obrigação para o Alvinegro, que continua na luta por uma vaga na Libertadores. Com 46 pontos, o Peixe é o sétimo colocado, com 46 pontos, o mesmo número do Atlético-MG, o sexto – o Galo tem mas vitórias (13 a 12). Para entrar no G-6 nesta rodada, o Santos terá de vencer a Chape e torcer para que o Palmeiras tire pontos do Galo, um dia antes, em Belo Horizonte.

“Acho que é importante para nós entrarmos na Libertadores. Há quatro meses nem podíamos pensar nisso. Agora temos valores suficientes (para pensar)”, completou.

Um provável time tem: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo (Yuri), Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Bryan Ruiz e Sanchez; Rodrygo, Derlis González (Bruno Henrique) e Copete (Eduardo Sasha).

Comentários

comentário