Gabigol falou em entrevista coletiva (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)
Gabigol falou em entrevista coletiva (Foto: Vítor Henrique / Santista Roxo)

Após hat-trick, Gabigol rebate ‘zoeira’ dos rivais: “Ficam bravos porque faço gol neles”

Gabigol foi do “inferno ao céu” na goleada sobre o Luverdense por 5 a 1 nessa quinta-feira (10), na Vila Belmiro, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de errar tudo o que tentou no início da partida e ser vaiado pela torcida, o camisa 10 desencantou ao marcar um hat-trick.

Antes disso, no entanto, o atleta de 21 anos não vinha tendo boas atuações e só havia marcado um gol nos últimos três meses – ele balançou as redes no dia 24 de abril, contra o Estudiantes, pela Libertadores. Como consequência, havia ganhado apelidos dos rivais como “Gabitrave” e “Gabi quase gol”.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (11), no CT Rei Pelé, ele comentou sobre o assunto.

“Rivais ficam bravos porque faço gol neles direto. Levo numa boa. Tem que ser levado com alegria. Não vejo nenhum problema em brincar. Tento dar meu máximo sempre. (Apelido não pesa). Foi uma brincadeira que pegou de amigos meus no futsal. Tinha muito Gabriel no time. Colocaram esse apelido, eu coloquei na internet e pegou. Me chamam de Gabi ou Gabriel. Levo tudo muito tranquilamente”, disse.

Durante a partida na Vila Belmiro, diferentemente de outras ocasiões, Gabigol foi muitas vezes um ponta, com Eduardo Sasha como o centroavante de origem. No primeiro gol, por exemplo, ele estava na ponta esquerda e aproveitou um cruzamento de Victor Ferraz pela direita.

“Eu conversei com o Jair, a gente decidiu que eu começaria aberto, mas com mobilidade. No primeiro gol eu tava pela esquerda e Sasha como centroavante. Não precisa ter um rótulo, de ponta ou centroavante, nosso time é versátil. O que pode fazer a gente ter mais mobilidade”, emendou.

O elenco santista volta aos treinos na tarde desta sexta-feira (11), no CT Rei Pelé, onde inicia os preparativos para o duelo contra o Luverdense no domingo (13), também na Vila, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Uma vitória é importante para o Peixe subir na tabela.

Comentários

comentário