Renato fez sua despedida da Vila Belmiro (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Após despedida, executivo Renato fala sobre Diego, Robinho e Abel Braga

A vitória do Santos por 3 a 2 contra o Atlético-MG neste sábado (24), na Vila Belmiro, pela trigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro, marcou a despedida de Renato dos gramados. Ele recebeu mais de uma homenagem antes e depois do duelo do Peixe e foi ovacionado pela torcida santista.

Após o confronto, desta vez como executivo, ele falou sobre as possibilidades da diretoria santista no mercado para a próxima temporada. Em entrevista coletiva, afirmou que as chances de Diego e Robinho retornarem ainda são pequenas. Abel Braga, possível técnico para 2019, também foi assunto.

“Diego é mais especulação. Dispensa comentários. Tem contrato com o Flamengo. A gente respeita. São nomes que vão aparecer. Temos que sentar e decidir primeiro o treinador. Aí sim partir para os nomes que a gente já vem olhando e planejar 2019”, disse o cartola, que também falou sobre Robinho.

“A gente se fala (eu e Robinho). Tem um grupo nosso de 2002. Não tem como falar que a gente não se fala. Mas no grupo são mais conversas de 2002, nunca de negociação, como ele brincou no vídeo (da homenagem), falando que eu ia ligar para ele. Foi criado aqui dentro”, emendou.

PorSérgio DouglasPostado em: 31 de Março de 2018 0 Shares DADOS PESSOAIS Nome: Robson de Souza Data de Nascimento: 25 de janeiro de 1984 Local de Nascimento: São Vicente/SP Nacionalidade: Brasileiro Altura: 1,72 m NÚMEROS PELO SANTOS Partidas: 246 Gols: 110 HISTÓRIA NO SANTOS Robinho chegou às categorias de base do Santos em 1996, aos 12 anos de idade, após se destacar no futsal por pequenas equipes do litoral paulista. Em 2002, foi promovido ao elenco profissional pelo então técnico Celso Roth. Robinho na época das categorias de base. (Foto: Internet / Reprodução) Logo em sua primeira temporada como profissional (2002), encarou um momento conturbado no Santos, que não havia ganhado nada expressivo após os diversos investimentos de alto custo nos dois últimos anos, e amargava uma fila de 18 anos sem conquistar um título de expressão. Robinho na segunda partida da final do Brasileirão de 2002. (Foto: Mauricio Lima / AFP / Getty Images) No Torneio Rio-São Paulo de 2002, o Santos terminou na 9ª colocação, não se classificando para a fase seguinte, Robinho entrou em 3 partidas ao longo da competição. Na Copa do Brasil de 2002, Robinho não atuou em nenhuma partida, vendo o Santos ser eliminado para o Internacional na segunda fase da competição. Ao longo do Campeonato Brasileiro de 2002, Robinho se tornou titular absoluto com o técnico Emerson Leão; ao lado de outro Menino da Vila, formou a famosa dupla “Diego e Robinho”. A dupla Diego e Robinho encantou o país em 2002. (Foto: AP Photo / Dado Galdieri)

A dupla Diego e Robinho encantou o país em 2002 e 2003 (Foto: AP Photo / Dado Galdieri)

Renato também falou sobre a possibilidade de Abel Braga ser contratado pelo Santos. Ele está livre no mercado desde julho, quando pediu demissão do Tricolor das Laranjeiras. Em 2018, ele comandou a equipe carioca por 34 vezes, com 14 vitórias, oito empates e 12 derrotas. Vale lembrar que, logo após a saída de Jair Ventura em julho, a diretoria santista foi atrás do treinador, mas sem sucesso.

“Não posso falar em nomes. Estamos olhando vários treinadores. Claro que quem está desempregado (o Abel) vocês vão estar citando. Temos carências. Não podemos passar a carroça na frente dos bois. Não podemos começar um planejamento sem contratar um treinador”, completou.

Abel Braga pode comandar o Santos em 2019 (Foto: Maílson Santana/Fluminense FC)

No total, Renato fez 424 jogos com a camisa do Alvinegro Praiano, sendo 179 partidas disputadas na Vila Belmiro nas duas passagens (2000 e 2004 e 2014 e 2018). Ele foi peça-chave nas conquistas dos Brasileiros de 2002 e 2004 e dos títulos Paulistas de 2015 e 2016.

Comentários

comentário