Alison lamentou a derrota do Santos no Peru (Foto: Ivan Storti / Santos FC)
Alison lamentou a derrota do Santos no Peru (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Alison espera que Santos cumpra meta traçada por Levir até o fim do ano

Depois de seis anos, três graves lesões no joelho direito e uma passagem rápida por empréstimo pelo Red Bull no início do ano, Alison voltou à Baixada Santista buscando “ressurgir” no Santos FC. Porém, com Dorival Júnior – atualmente no São Paulo – ainda no comando, o camisa 5 sequer era relacionado para os jogos.

Mas, com a demissão do antigo treinador e a chegada de Levir Culpi, em junho, tudo mudou. O comandante, que apostou em vários atletas “encostados”, fez Alison retomar o seu espaço e virar titular absoluto como primeiro volante desde a saída de Thiago Maia vendido ao Lille, da França, em julho.

“Estou muito feliz pelo momento que estou vivendo, pela sequência de jogos que venho tendo, com boas atuações. Isso é muito importante para mim, porque comecei o ano sendo emprestado para o Red Bull. Quando retornei, não tive muitas oportunidades, mas em nenhum momento deixei isso me abalar, continuei treinando e meu momento chegou. Espero seguir com essa sequência de bons jogos”, afirmou.

Um dos destaques da boa campanha do Alvinegro no Campeonato Brasileiro, Alison espera que o time esqueça a desvantagem de oito pontos para o líder Corinthians (55  a 47) e cumpra a meta traçada por Levir Culpi que, após a eliminação na Libertadores, firmou um acordo com o elenco: o de não perder mais até o fim do ano.

“O Levir estipulou uma meta. Temos que tentar terminar o ano sem mais nenhuma derrota. Acho importante termos nossos objetivos. Mas acho que é jogo a jogo e nosso próximo compromisso será contra a Ponte Preta, então temos que ter esse pensamento de não perder para somarmos o máximo de pontos possíveis até o final do Brasileiro”, concluiu o atleta de 24 anos.

Diante da Ponte Preta, no dia 12 outubro, às 17h, no Moisés Lucarelli, pela vigésima sétima do Brasileirão, o time da Vila continua lutando para diminuir a vantagem do líder. O duelo marca o início da sequência santista de cinco jogos contra equipes da segunda parte da tabela.

Com os prováveis retornos de Lucas Lima e Renato, ambos recuperados de lesão, o Peixe deve ir a campo em Campinas com: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Matheus Jesus (Renato) e Jean Mota (Lucas Lima); Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Sob supervisão de Gabriela Fernandes

Comentários

comentário