Emerson Ballio foi o técnico do Santos na Copinha (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

“A dor tem de afetar para as coisas melhorarem”, diz Ballio após eliminação na Copinha

O empate por 0 a 0 contra o União Mogi nessa quinta-feira (10), no estádio Nogueirão, decretou a precoce eliminação do Santos na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Depois de uma goleada sobre o Sergipe na estreia, o Peixe perdeu para o São Caetano e não conseguiu avançar após a terceira rodada.

Em entrevista após a partida em Mogi das Cruzes, o técnico Emerson Ballio, que pegou o elenco recentemente após a demissão de Leandro Mehlich, afirmou que a derrota tem de doer para que as coisas melhorem. Nos últimos anos, o sub-20 do Peixe colecionou decepções em todas as competições.

“A dor, conversei com eles agora, é muito dolorido você participar de um campeonato e sair na primeira fase. Não tem nada prudente para dar explicação, a dor tem de afetar muito para que as coisas melhorem. No último já não fomos muito felizes, nem o bem dura pra sempre e nem o mal”, disse.

Com o empate, o time santista ficou na terceira colocação, com quatro pontos, enquanto o União Mogi se classificou em segundo lugar, com cinco. O São Caetano, com sete, garantiu vaga como líder. Já o Sergipe, que perdeu os três jogos disputados na primeira fase, não somou pontos.

“A competitividade é muito importante. Sem ela, você chega lá em cima e não está pronto. Quando você passa de fase, você compete mais, vai ampliando seu leque de informações, melhorando como profissional. O garoto do sub-20 já é profissional, ele precisa ter isso em mente. Quanto mais ele competir, mais ele vai crescer, mais vai melhorar, para quando a oportunidade na equipe profissional apareça, já esteja pronto. Quando você sai na primeira fase, você mostra fraqueza na competitividade e isso que é preocupante”, emendou.

Desde 2014, ano em que conquistou o tricampeonato do torneio, o Alvinegro não faz uma campanha digna de sua grandeza. Em 2015, o Peixe foi eliminado na primeira fase com apenas quatro pontos em três jogos. Um ano depois, desta vez na segunda fase, perdeu para o Ceará nas penalidades máximas. Já em 2017, caiu nas oitavas de final após a derrota amarga por 1 a 0 para o Avaí no tempo normal.

Na última temporada, apesar de ter avançado pelo menos até as quartas de final, o time santista foi eliminado de maneira bem melancólica: derrota de 4 a 0 para o Internacional. Este ano, assim como em 2015, caiu na fase inicial e decepcionou mais uma vez o seu torcedor.

Comentários

comentário