Primeira reunião do Conselho Deliberativo no ano (Foto: Rachid Bourdoukan/Reprodução)
Primeira reunião do Conselho Deliberativo no ano (Foto: Rachid Bourdoukan/Reprodução)

Conselho Deliberativo: primeira reunião no ano

Conforme prometido, hoje venho falar sobre a primeira reunião do Conselho Deliberativo no ano, que aconteceu ontem (11).

A ordem do dia era:

a) Leitura, discussão e votação da ata da reunião anterior;
b) Comunicações da Mesa;
c) Eleger e empossar os membros do Conselho Fiscal;
d) Eleger e empossar os membros da Ouvidoria;
e) Homologar os nomes dos membros das Comissões Permanentes;
f) Aprovar a nomeação e empossar os membros do Comitê de Gestão para o triênio 2018-2020.

Tudo ocorreu bem, quase todos foram eleitos ou homologados por aclamação e apenas a Comissão Fiscal teve alguns votos contra – inclusive o meu -, pois entendo que alguém que já teve as contas reprovadas e está em litígio com o Clube, como é o caso de um membro dela, não pode fazer parte de uma Comissão que fiscaliza as contas do Santos.

O que me chamou a atenção, na verdade, foi a condução da reunião e minha expectativa de como serão os próximos três anos. Por trás de uma aparência de calmaria, a reunião ocorreu como um furacão silencioso. Não houve espaço para que os conselheiros se manifestassem e me pareceu até que tinham medo do que poderia ser levantado das tribunas.

Fico extremamente preocupado e pensando como será quando tivermos temas controversos, como a aprovação das contas, por exemplo. Será que teremos espaço suficiente para esgotar os debates ou será três de um lado e três de outro, com abertura da votação e sem espaço para que todas as dúvidas sejam esclarecidas?

Novos conselheiros se espalham pelo salão e me deixam com a esperança de que uma nova era está para ser iniciada dentro do Conselho Deliberativo.  O tempo dirá.

Por fim, quero dar parabéns a todos que estão assumindo os cargos nas comissões e, em especial, ao amigo Estevam Juhas, que assumiu uma vaga no Comitê de Gestão. Que você consiga ajudar o Clube e tenha a liberdade para colocar em prática toda a sua singularidade.

Um grande abraço a todos e até a próxima.

Comentários

comentário