Robinho e Everton Ribeiro disputam bola no primeiro jogo de 2014 (Foto: Juliana Flister/Dom Total)

Santos x Cruzeiro: confrontos pela Copa do Brasil

Quando o assunto é Cruzeiro na Copa do Brasil, o retrospecto santista é amplamente desfavorável. Os times se enfrentaram em duas oportunidades, 2000 e 2014, sempre na semifinal e com apenas um vencedor: o Cruzeiro.

2000 – semifinal
Cruzeiro 2×0 Santos (vídeo do jogo)
Santos 2×2 Cruzeiro (vídeo do jogo)

A milionária equipe montada por Marcelo Teixeira em 2000 chegou à fase semifinal da Copa do Brasil, porém já sem o otimismo do início do ano. Os caros reforços como Rincón, Valdo, Carlos Germano e Valdir (o Bigode) não tiveram o desempenho esperado e o vice-campeonato paulista colocou em cheque toda a estratégia onerosa da diretoria.

Na partida de ida, os cruzeirenses abriram o placar logo aos 24 minutos, com um gol de Geovanni. Apesar de melhor em campo, o Santos permaneceu recuado e parecia satisfeito com a derrota pela contagem mínima. O castigo veio próximo ao final do jogo, com um chute de Donizete Oliveira – que desviado em Márcio Santos enganou o goleiro Carlos Germano: 2×0.

Antes do segundo jogo, o técnico Giba dizia que o brilho que havia faltado em Minas apareceria com o retorno de Rincón – a maior contratação do ano. Bastaram 17 minutos para as esperanças de classificação serem minadas, quando o rival marcou com Ricardinho. Rincón chegou a empatar, de pênalti, mas os cruzeirenses retomaram a liderança no placar logo na volta do segundo tempo, com Oséas. O zagueiro André Luís restabeleceu a igualdade, que de nada adiantou e o Peixe ficou pelo caminho.

2014 – semifinal
Cruzeiro 1×0 Santos (vídeo do jogo)
Santos 3×3 Cruzeiro (vídeo do jogo)

Iniciado com a desastrosa contratação de Leandro Damião, o ano de 2014 reservou ao Santos um lampejo de bom futebol, porém apenas na reta final do ano. Os jovens Gabriel e Geuvânio, aliados ao bom futebol de Lucas Lima e a experiência de Robinho, fizeram o alvinegro chegar às semifinais da Copa do Brasil.

O adversário era o campeão brasileiro vigente e líder disparado do certame nacional também em 2014. Pela superioridade do Cruzeiro, o técnico santista Enderson Moreira adotou estratégia defensiva na primeira partida, o que custou ao Santos a derrota – com um gol solitário de Willian (hoje no Palmeiras).

O jogo de volta reservou muitas emoções ao torcedor santista, que viu Robinho abrir o marcador no primeiro minuto. Marcelo Moreno empatou o jogo, o que forçava o Santos a fazer dois gols para se classificar. Gabriel e Rildo fizeram os gols necessários para a conquista da vaga na final, mas um vacilo da zaga a dez minutos do fim deu a chance de Willian descontar para o Cruzeiro e encerrar o sonho santista – o jogador marcaria mais um, aos 50 minutos, empatando a partida em 3×3.

Comentários

comentário