Santos:1001 gols no Brasileiro!

Santos:1001 gols no Brasileiro!

O Santos ganhou de virada e convincente.

Poderia ter sido muito mais, se não tivesse perdido tantos gols.

O importante é a vitória!

Classificado para a Libertadores, direto e com uma excelente participação no Brasileiro.

Mérito de quem?

Meu não!

Dos atletas, do técnico e da Comissão técnica.

E mérito do Peres?

Tem!

Ter contratado o técnico, e três dos artilheiros deste sábado!

 E o Santos fez o gol 1001 do Brasileiro era de pontos corridos!

Notas:

Everson fez defesinhas, e não teve culpa no gol.7

Pará foi muito bem. 7

Lucas Veríssimo a área é minha. Perfeito. 8

Gustavo Henrique  uma pena que sairá. Levou o terceiro.6

Felipe Jonathan bom lateral. Lutador, técnico. 8

Luan Peres entrou tardiamente.5

Alison raçudo com a seriedade de sempre.7

Sanchez o maestro! Faltou o gol. Um dos melhores em campo. O maestro!9

Evandro excelente em relação ao jogo anterior. 8

Marinho que belíssimo jogador. Fez o gol e comandou a vitória.Gol 999  10

Sasha fez o gol e perdeu outros.Gol 998 9

Pituca é o Pituca. Belíssimo jogador. Fez seu primeiro gol na Vila.9

Soteldo chegou na sexta de viagem e jogou no sábado. Que profissional. Gol 1000 do Brasileiro.9

Kaio Jorge entrou tardiamente. Não deu para mostrar seu brilho. 5

Sampaoli fica…10!

Próximo jogo Fortaleza lá.

Peres tem participação na conquista.

Vendeu Bruno Henrique a perder de vista!

Ajudou a vender o terceiro ou quarto reserva do flamengo!

Fez o flamengo recuperar o dinheiro investido em  por 50% do passe de Uribe.

Fez o flamengo economizar os salários de Pará( se possível reduzir salários )…

Um dos meninos da Base, dispensado nesta gestão, é titular do sub 20 do flamengo…

Efemérides

Do dia 

24 de novembro

a)1874 nasceu Charles Miller, morreu em 1953.

b) 1957 morreu Diego Rivera, nasceu em 1886.

c)1963 Lee Harvey Oswald, assassino do Presidente Kennedy, foi morto por Jack Ruby, nasceu em 1939.

Liturgia Católica

Santo André Dung-Lac
e companheiros
“Mártires do Vietnã”
Séculos XVI a XX

Comentários

comentário